O Vivo/Franca entrou para o último quarto com 11 pontos de desvantagem no placar. Mas isso não impediu a equipe do interior paulista de levar a melhor no quinto e decisivo jogo da série de oitavas de final do NBB 2013/2014 frente ao Unitri/Magazine Luiza e conquistar a classificação às quartas de final para enfrentar o Paulistano/Unimed, segundo colocado da fase de classificação

Com uma grande atuação no último período – vencido por expressivos 21 a 5 -, a equipe francana virou e venceu o duelo realizado na noite deste sábado, no Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, por 76 a 71. Com a vitória, o time do técnico Lula Ferreira garantiu vaga na próxima fase do maior campeonato de basquete do país e se tornou o segundo time de pior campanha a obter êxito nas oitavas de final da atual edição do NBB – o primeiro foi o Mogi das Cruzes/Helbor (12º) frente ao Pinheiros/SKY (5º).

Para sair vencedor, Franca, dono da décima melhor campanha da primeira fase da competição, contou com grandes atuações do pivô Paulão Prestes e do ala Léo Meindl. Decisivos na parcial final, os atletas deixaram a quadra com 19 e 13 pontos, respectivamente. Além da dupla, outros atletas fundamenteis para o êxito dos paulistas foram os ala Jhonatan e Basden, também com 13 pontos.

Pelo lado do Uberlândia, o grande destaque ficou por conta do armador Valtinho, responsável por um expressivo duplo-duplo de 16 pontos e 14 rebotes, além de apanhar sete rebotes. Depois de chegar à Final na última temporada, o esquadrão do Triângulo Mineiro, sétimo colocado da fase de classificação, ficará de fora das quartas de final pela primeira vez na história – a equipe iniciou sua trajetória no NBB na edição 2010/2011.

A partida começou com um ótimo ritmo e muito dinâmica. Apresentando altos aproveitamentos ofensivos, os dois times praticamente não erraram nos minutos iniciais do duelo. Com destaque para a dupla Jhontanan e Léo, a equipe paulista colocou três pontos de frente (10 a 7), mas Uberlândia contou com a força de seu garrafão para virar o jogo. Léo e Cipolini distribuíram enterradas e o time da casa impôs uma sequência de oito pontos consecutivos para colocar seis pontos de vantagem (16 a 10).

Como prova do dinamismo do primeiro quarto, Franca deu a resposta rapidamente e, com bons lances de Léo e Socas, reduziu a desvantagem para um ponto (16 a 15), Na sequência, os paulistas não conseguiram manter o bom nível, cometeram seguidos erros e os mineiros aproveitaram para pontuar em contra-ataques. Então, com jogadas rápidas puxadas por Valtinho, os donos da casa conseguiram abrir sete pontos ao final da parcial inicial (26 a 19).

No início do segundo período, o garoto Antonio saiu do banco de reservas e roubou a cena. O camisa 55 francano, de apenas 19 anos, marcou cinco pontos seguidos e a diferença no placar caiu para dois pontos (26 a 24). Porém, mais uma vez, a rápida reação dos paulistas não teve sequência e Uberlândia voltou a abrir vantagem. Mais regular no ataque dos que os rivais, os comandados do técnico Brasília abriram nove de frente (36 a 27), com cinco minutos para o fim do quarto.

Na parte final da parcial, o ataque dos mineiros parou. Diante de uma boa defesa dos rivais, a equipe uberlandense ficou mais de quatro minutos sem pontuar e a diferença no marcador novamente despareceu. Com boas jogadas no garrafão da dupla Lucas e Paulão, além de mais um tiro de três pontos certeiro de Antonio, o esquadrão francano voltou a ficar apenas dois pontos atrás (36 a 34). No último lance do período, Valtinho fez bela jogada individual, os anfitriões interromperam a “seca” e foram para os vestiários com quatro de frente (38 a 34).

Uberlândia voltou melhor do intervalo, muito por conta da atuação de Day. Especialista nos arremesos de três pontos, o norte-americano converteu três tiros de longa distância, mais uma bola de dois pontos para marcar expressivos 11 pontos seguidos e fazer com que os atuais vice-campeões ficassem com 11 de frente (54 a 43). Na sequência, Franca esboçou uma reação, no embalo de Paulão, mas os donos da casa voltaram a ficar com diferença de dígitos duplos. Desta maneira, após vitória por 28 a 21 na terceira parcial, os comandados de Brasília levaram o jogo para o período decisivo com 11 pontos de vantagem: 66 a 55.

Com uma formação mais leve, Franca teve um início de último período arrasador. Apresentando um alto ritmo, os visitantes aplicaram uma incrível sequência de 12 pontos contra nenhum dos rivais e viraram a partida de maneira espetacular (67 a 66). A vantagem dos paulistas durou pouco e Valtinho, novamente o responsável por fazer a equipe voltar a pontuar, acertou um tiro de três pontos para devolver a ponta do marcador para os mineiros (69 a 67). A partir de então a partida ficou emocionante.

As equipes se alternaram na liderança do placar, até que Jhonatan fez com que Franca abrisse três pontos de frente (72 a 69), com 1min30s para o fim do jogo, após um tiro certeiro de longa distância. No ataque seguinte, Day tentou dar a resposta na mesma moeda, mas falhou. Sem conseguir pontuar em dois ataques consecutivos, os comandados de Lula Ferreira deram chance para os rivais se recuperarem. Valtinho e Léo Meindl converteram dois lances livres para suas equipes e a diferença ficou em três pontos (74 a 71). Com a bola nas mãos para tentar empatar o jogo, Uberlândia teve a chance com Audrei, mas não converteu e a vitória ficou com os visitantes.