#JOGAJUNTO

NBB

Com novo técnico

17-04-2012 | 03:54
Por Liga Nacional de Basquete

Auxiliar Rodrigo Silva assume equipe do Uberlândia, que busca o empate na série oitavas de final contra o Tijuca, nesta quarta

Rodrigo Silva, do Uberlândia

Rodrigo Silva comandou a equipe Sub-21 do Uberlândia na LDO (Célio Messias/LNB)

O Unitri/Universo terá uma novidade no banco de reservas no segundo jogo das oitavas de final contra o Tijuca/Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (18). O uruguaio Miguel Volcan não é mais técnico da equipe e quem assume  é o auxiliar Rodrigo Carlos da Silva.

Com o novo comandante, o time de Uberlândia busca empate na série, jogando em casa, após ser derrotado pelo rival no primeiro jogo da série, no Rio de Janeiro. Mineiros e cariocas se enfrentam no Ginásio do UTC, às 20h.

O NBB é um campeonato organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a Rede Globo e patrocínio Eletrobras, Caixa, Penalty e Netshoes.

“O que estamos pensando é em unir as forças, trabalhar em conjunto com os jogadores, que já me conhecem. Temos a vantagem de jogar mais jogos em casa, mas no placar estamos em desvantagem. É um passo de cada vez”, disse o técnico Rodrigo Silva, de 41 anos, que trabalhou como auxiliar em Uberlândia desde 2010 e assume pela segunda vez o comando nesta temporada. Na primeira oportunidade, ainda no início do campeonato, ficou a frente da equipe em quatro partidas logo após a saída do ex-técnico Chuí e antes da chegada de Miguel Volcan.

“Precisamos atacar com mais equilíbrio, valorizar mais a bola. Temos que saber usar nossas forças, explorando bem nossos jogadores”, completou o treinador, que ainda não sabe se poderá contar com o ala/pivô Luis Gruber, que é dúvida para a partida desta quarta.

Manteguinha, do Tijuca

Com 15 pontos, Manteguinha foi decisivo para a vitória no jogo 1 (Colin Foster/DIvulgação)

Já o Tijuca chega embalado por uma façanha inédita alcançada com a vitória por 75 a 67 no jogo 1 contra Uberlândia. Foi a primeira vez que a última equipe a se classificar para os playoffs venceu uma partida na fase de mata-mata.

“Eu sempre passo para os meu atletas que temos condições de fazer jogos difíceis com todos os adversários. Mas a série é difícil e sabemos da pressão que vamos enfrentar aqui em Uberlândia. Não tem nada decidido”, frisou o técnico Miguel Ângelo da Luz. “Com placar adverso na série, eles tem uma responsabilidade a mais. Temos que neutralizar os contra-ataques deles e manter a tranquilidade no ataque”, concluiu.

Oitavas de final – (5º) Uberlândia 0 x 1 Tijuca (12º)

14/04
Tijuca/Rio de Janeiro 75 x 67 Unitri/Universo

18/04 (Quarta-feira)
20h – Unitri/Universo x Tijuca/Rio de Janeiro

20/04 (Sexta-feira)
19h – Unitri/Universo x Tijuca/Rio de Janeiro

23/04 (Segunda-feira)*
19h – Tijuca/Rio de Janeiro x Unitri/Universo

25/04 (Quarta-feira)*
20h – Unitri/Universo x Tijuca/Rio de Janeiro

*Se necessário