#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Começa a decisão do NBB: Universo e Flamengo abrem playoff em Brasília

10-06-2009 | 03:52
Por Liga Nacional de Basquete

Equipes reeditam final da temporada passada, a partir desta quinta-feira, no Distrito Federal. Os dois jogos seguintes serão na Arena HSBC, a mesma do Pan de 2007, no Rio

São Paulo – Universo/BRB/Financeira Brasília e Flamengo abrem a série final da primeira edição do Novo Basquete Brasil (NBB) nesta quinta-feira, enfrentando-se, a partir das 12 horas, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), com transmissão ao vivo pelo SporTV. A etapa será decidida em melhor-de-cinco jogos, os dois próximos no Rio de Janeiro. O campeonato brasileiro masculino é organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), com parceria da Rede Globo.

A decisão do primeiro NBB reedita a final do Campeonato Nacional da temporada passada, vencida pelo rubro-negro. No NBB, as duas equipes estão em situação de igualdade nos confrontos diretos. O Universo/BRB/Financeira Brasília, atual campeão da Liga das Américas, venceu o confronto no turno e o Flamengo, campeão da Liga Sul-Americana, deu o troco no returno.

O rubro-negro foi o primeiro colocado na fase classificatória da competição. A equipe do técnico Paulo Chupeta sofreu apenas duas derrotas em 28 jogos e concluiu a primeira fase com 54 pontos. Nas estatísticas, o rubro-negro teve o melhor ataque (93,4 pontos por jogo) e foi o sétimo que menos sofreu pontos dos adversários. Nas quartas-de-final superou o Pinheiros/Mackenzie por 3 a 0 e na semi venceu o Ciser/Araldite/Univille/Joinville por 3 a 0.

O time brasiliense terminou como vice-líder da classificação. O time de Lula Ferreira perdeu seis jogos em 28 disputados, somando 50 pontos. A equipe teve o segundo melhor ataque (87,2) e ficou em quarto entre os times que menos sofreram pontos nas partidas. Nas quartas-de-final, o representante brasiliense venceu o Vivo/Franca por 3 a 2 e o Pitágoras/Minas por 3 a 1.

Concluindo os preparativos para a final, os técnicos Lula Ferreira (Universo/BRB/Financeira Brasília) e Paulo Chupeta (Flamengo) avaliam o desempenho de suas equipes e comentam as expectativas para a decisão.

O que disse Lula Ferreira

O que levou o seu time até a decisão?
Acho que foi um conjunto de coisas. A equipe foi montada para ser campeã, com jogadores de peso. Fizemos um bom trabalho na pré-temporada, disputando, inclusive, uma competição contra o Cetaf, o Joinville e o Minas. E depois o time conquistou a Copa América e isso criou um estímulo ainda maior para o grupo que está trabalhando desde julho de 2008. Eu cheguei em janeiro de 2008 e naquela temporada trabalhei com o grupo que já estava montado. Mas foram esses fatores que nos levaram a decisão.

Existe um favorito nesta disputa?
Não há não. Quando chega a uma final os dois times têm méritos. A chance do título é de 50% para cada um. Nem mesmo o mando de quadra pode decidir. Basta vermos os resultados da fase de classificação quando ganhamos no Maracanãzinho e perdemos aqui no Nilson Nelson, apesar do ginásio lotado, com 16 mil pessoas. Esse público é esperado novamente. Pela movimentação que está aqui o ginásio vai lotar.

O que pode levar o seu time ao título?
Agora vale o que construirmos dentro do playoff. É tudo o que fez e algo a mais. Temos total condições de dar esse plus e eles também. Vamos ver na quadra.

Independente do resultado, que avaliação faz do NBB?
O basquete deu um passo importantíssimo com a criação da Liga Nacional de Basquete e o seu campeonato. Foi uma experiência muito gratificante jogar uma liga feita pelos clubes. Eu tive um envolvimento muito grande com a direção da LNB e também com o Comitê Técnico. E foi bom ver os técnicos opinando no Comitê em favor do basquete e depois cada um trabalhando pelos seus times na quadra. Independente de dar Universo ou Flamengo já temos um vencedor no NBB: o basquete.

O que disse Paulo Chupeta

O que levou o seu time até a decisão?
Foi o nosso plantel. Em qualquer situação, nós tínhamos onde recorrer e isto é muito importante. O diferencial desta equipe é o espírito profissional do grupo. Todos têm sua responsabilidade e assumem seu papel sempre que necessário.

Existe um favorito nesta disputa?
Não. Não podemos achar que existe um favorito nesta decisão. São duas grandes equipes, com bons jogadores e que trabalharam muito. Tudo pode acontecer e quem errar menos e mexer melhor suas peças conquistará este título.

O que pode levar o seu time ao título?
Nosso grupo está muito determinado a vencer e, até aqui, foi o que sempre nos trouxe as vitórias. Agora não vai ser diferente.

Independente do resultado, que avaliação faz do NBB?
Só tenho a elogiar o NBB. Primeiro pela organização, segundo pela disciplina que incluíram na competição e não apenas no sentido da arbitragem. Logo após os jogos, recebemos um DVD com a partida, o que é muito importante para estudarmos os adversários e nossos erros. Eu espero que a LNB continue evoluindo desta maneira, como aconteceu nas Ligas da Argentina, da Europa e de outros países.

Resultados da fase de classificação

Turno
Flamengo 78 x 82 Universo/BRB/Financeira Brasília
Returno
Universo/BRB/Financeira Brasília 92 x 100 Flamengo

Calendário de jogos da final

Quinta-feira, 11/6
12 horas – Universo/BRB/Financeira Brasília ou Pitágoras/Minas x Flamengo – SporTV

Sábado, 13/6
12 horas – Flamengo x Universo/BRB/Financeira Brasília ou Pitágoras/Minas – SporTV

Domingo, 14/6
13 horas – Flamengo x Universo/BRB/Financeira Brasília ou Pitágoras/Minas – SporTV

Local da Comunicação