#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

O maior dahistória

07-10-2019 | 09:41
Por Liga Nacional de Basquete

Com 100% das transmissões, 16 times e muita emoção, NBB CAIXA 2019/2020 promete ser o melhor da história da competição

O NBB CAIXA 2019/2020 está para começar. Com ele, fica a expectativa de como será a maior competição do basquete nacional e já podemos adiantar que será a melhor edição da história da competição.

Por isso, separamos alguns pontos que comprovam que o NBB CAIXA 2019/2020 será um campeonato para não se esquecer tão cedo. Se você ficou curioso então continue com a gente e rola para baixo!

+NBB CAIXA 2019/2020 terá 100% dos jogos transmitidos

Número de participantes cresceu

Com o intuito de sempre evoluir, o NBB CAIXA 2019/2020 cresceu e agora contará com 16 equipes na disputa do troféu mais cobiçado do basquete nacional. O número representa um aumento de dois times em comparação à temporada passada, em que participaram 14 clubes.

Com as saídas de Vasco da Gama e Joinville, entraram Pato Basquete, São Paulo FC, Renata/Rio Claro e Basquete Unifacisa. Dentre os quatro, apenas o Rio Claro já disputou a elite do basquete nacional.

Ao todo, seis estados, além do Distrito Federal, estarão devidamente representados na elite do basquete brasileiro.

Campeão da Liga Ouro 2016 e estreante no NBB CAIXA 2019/2020, a Unifacisa vem para fazer uma excelente campanha logo em seu ano como debutante.

“É a realização de um sonho, especialmente para mim que vivo o basquete desde minha infância no interior da Paraíba. Sempre tivemos o pé no chão, desde o início do projeto, e agora mais do que nunca vamos continuar um passo de cada vez. Temos um bom time, apesar de ser jovem e ficamos na expectativa de fazermos uma excelente campanha no NBB e, quem sabe, ser uma das grandes surpresas da competição”, disse Eduardo Schafer, manager da Unifacisa.

Dois representantes da região Nordeste

Entre os 16 times, dois representarão uma região muito importante do nosso amado e querido Brasil: o Nordeste.

Com a permanência do Basquete Cearense e a chegada da Unifacisa, a competição volta a ter dois representantes da região, algo que não acontecia desde a saída do Vitória do NBB CAIXA.

+NBB CAIXA 2019/2020 promete ser o melhor da história

100% das transmissões

Nesta temporada, com a manutenção do modelo multiplataforma, a Liga Nacional de Basquete realizou um sonho antigo e conseguiu o tão sonhado 100% dos jogos transmitidos.

Para Sérgio Domenici, Superintendente da Liga Nacional de Basquete, isso faz parte de um plano que almeja massificar cada vez mais o basquete no Brasil.

“Isso é importante, pois um dos principais objetivos que nós temos é aumentar a base das pessoas que acompanham o basquete e, naturalmente, também joga. Sabemos que temos um público de pessoas que se interessam na modalidade de cerca de 40 milhões de pessoas no Brasil. Precisamos chegar nessas pessoas e cobrir 100% dos jogos, nas principais mídias que existem, ainda mais com esse conceito multiplataforma, é a maneira mais eficaz de chegar neste universo de amantes da modalidade”, reiterou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

É basquete todo dia, em todo lugar e de qualquer forma! 🏀💪🏽 #NBBCAIXA: #VcNuncaViuNadaIgual

Uma publicação compartilhada por NBB CAIXA (@nbb) em

Com uma mescla de transmissões online (DAZN, Facebook e Twitter), em canais pagos (Fox Sports e ESPN) e na TV aberta (Band), a competição terá todos os jogos, desde a abertura até às finais, ao vivo.

+Equipe de transmissão cresce e terá repórteres em todas as praças

Experiência internacional

Nesta edição do NBB CAIXA seis times disputarão, além da elite do basquete nacional, competições internacionais (Sul-Americana e Champions).

Os três primeiros colocados da última edição da competição (Flamengo, Sesi Franca Basquete e Mogi das Cruzes) disputarão a Basketball Champions League, competição que substituirá a Liga das Américas.

Já os outros três, do quarto ao sexto colocado (Botafogo, Corinthians e Pinheiros), disputarão a Liga Sul-Americana. Com a estreia marcada na competição internacional já nesta terça-feira, o Corinthians voltará a uma competição internacional após 22 anos.

“Para nós, jogadores, é muito bom. É um intercâmbio com outras equipes, outras maneiras de jogar, com mais contato, além de ser um jogo mais lento, só que mais inteligente. Será muito bom para gente e especialmente para o clube. Já fazia 22 anos que o Corinthians não participava de campeonatos internacionais e isso vai ser muito bom para o restante da temporada”, disse Ricardo Fischer, do Corinthians.

Outras quatro equipes também já vivenciaram essa experiência, mas ainda na pré-temporada, pelo Torneio Interligas; são eles: Sendi/Bauru Basket, Basquete Cearense, Pato Basquete e Universo/Brasília

Quatro times de camisa

Outra novidade no NBB CAIXA é o aumento dos times de camisa na competição. Nesta edição teremos Corinthians, Flamengo, Botafogo (presentes na última edição do campeonato) e São Paulo, estreante na competição.

Com um poder de alcance relevante, devido as suas grandes torcidas, as equipes contribuem de forma ativa para a massificação do basquete em meios antes não tão acessíveis. Para Gustavo De Conti, treinador do Flamengo, isso impacta muito.

“É muito legal. É a maior torcida do Brasil e isso impacta. É muito importante a presença dos times de futebol também na competição, especialmente no Flamengo, que é um dos clubes fundadores da competição, hoje tradicionalíssima no Brasil”, afirmou.

São Paulo será um dos times de camisa que disputará o NBB CAIXA 2018/2019 (FPB/Divulgação)

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com os patrocínios oficiais da CAIXA, Budweiser, Unisal, INFRAERO, Nike, Penalty, Plastubos e os apoios do Açúcar Guarani e Pátria Amada Brasil – Governo Federal.