#JOGAJUNTO

NBB

Só restou um

06-12-2012 | 10:23
Por Liga Nacional de Basquete

Brasília bate Flamengo em clássico brasileiro, mas apenas os rubro-negros mantêm sonho do título na Liga Sul-Americana

Só o Flamengo ainda segue na briga pelo título sul-americano, mesmo com a vitória do Brasília no clássico (Marcelo Figueras/FIBA Américas)

Um venceu o confronto direto, mas é o outro que segue na luta pelo título. Esse é o roteiro da história de Flamengo e Uniceub/BRB/Brasília na Liga Sul-Americana de Basquete 2012. A maior rivalidade do NBB esteve em quadras estrangeiras na noite desta quarta-feira (05/12), na cidade de Corrientes, na Argentina. Os dois rivais se enfrentaram pela segunda rodada do quadrangular final da competição, e os brasilienses venceram desta vez, por 85 a 74. Mas são os rubro-negros que ainda sonham com a taça da América do Sul, devido a uma combinação de resultados.

Em mais um duelo entre as únicas equipes campeãs do NBB, Guilherme Giovannoni, do Brasília, e Marquinhos, do Flamengo, terminaram como os cestinhas, com 18 pontos cada um. Os cariocas começaram na frente, chegaram a abrir 11 pontos no primeiro tempo, mas os brasilienses reagiram, viraram o placar no início do terceiro quarto e carimbaram a vitória nos minutos finais. “Cometemos muitos erros, 20 no total, o que impediu nossa vitória. O Brasília controlou o jogo, e isso acabou sendo fatal para a gente”, disse o técnico rubro-negro José Neto.

Flamengo e Brasília estão com a mesma campanha, uma vitória em dois jogos. Neste momento, pelo confronto direto, a equipe candanga é a segunda colocada, atrás do líder Regatas Corrientes, que venceu o clássico argentino com o Peñarol por 65 a 58 no jogo de fundo da rodada e chegou ao segundo triunfo consecutivo.

Porém, o máximo que o Brasília pode fazer é empatar na primeira colocação com Flamengo e Regatas Corrientes. Nessa situação, os atuais tricampeões do NBB têm a pior média de pontos contando apenas as partidas entre as três equipes, cenário que não é mais possível de ser alterado.

Já o Flamengo, mesmo sendo atualmente terceiro, segue na briga graças aos critérios de desempate e depende exatamente do resultado do Brasília para aumentar suas chances. Se os candangos perderem do Peñarol nesta quinta-feira (06/12), às 21h00 (horário de Brasília), os rubro-negros só precisarão ganhar do anfitrião Regatas Corrientes (a partir das 23h10) para levarem o bicampeonato sul-americano porque só cariocas e argentinos ficariam empatados na liderança, mas os flamenguistas levariam vantagem no confronto direto.

Mas se Brasília vencer na partida preliminar, o Flamengo terá de superar o Regatas Corrientes por uma diferença igual ou superior a 13 pontos para trazer o título na bagagem na volta para o Brasil.

“Agora é esfriar a cabeça. Ainda não tem nada definido, como também não teria se tivéssemos vencido. O título vai ser decidido na última rodada. Será um jogo duríssimo, contra uma equipe muito bem montada, que estará jogando em casa”, comentou José Neto.

A rodada final da Liga Sul-Americana 2012 terá transmissão ao vivo pelo SporTV.

ENTENDA A SITUAÇÃO

Brasília perde, Flamengo vence

Flamengo é campeão porque ficaria empatado com o Regatas Corrientes na primeira colocação (duas vitórias e uma derrota), com o Brasília igualado com o Peñarol (uma vitória e duas derrotas), e superaria os argentinos pelo critério de confronto direto.

Brasília vence, Flamengo vence por menos de 13 pontos

O Regatas Corrientes é campeão porque ficaria com uma média de pontos superior a Flamengo e Brasília. Em tríplice empate, o que conta é o average das partidas reunindo as equipes empatadas na classificação.

Brasília vence, Flamengo vence por 13 pontos ou mais

O Flamengo é campeão porque ficaria com uma média de pontos superior a Regatas Corrientes e Brasília.

Brasília vence ou perde, Flamengo perde

O Regatas Corrientes é campeão por ter 100% de aproveitamento (três vitórias em três jogos) no quadrangular final.