#JOGAJUNTO

NBB

tabeladefinida

08-10-2020 | 04:38
Por Liga Nacional de Basquete

Primeiro turno do NBB terá jogos divididos em 7 sedes diferentes; início será no dia 10 de novembro, no Maracanãzinho

A tabela do primeiro turno do NBB 2020/2021 está divulgada. Com sete sedes diferentes, a primeira metade da fase de classificação da competição terá 120 partidas, ainda sem horários e transmissões definidos.

As sete sedes serão Ginásio Maracanãzinho (Rio de Janeiro), Ginásio Antonio Prado Jr. (CA Paulistano), Ginásio do Morumbi (São Paulo FC), Ginásio Prof. Hugo Ramos (Mogi das Cruzes), Ginásio Wlamir Marques (Corinthians), Ginásio Henrique Villaboim (EC Pinheiros) Ginásio da IESPLAN (Brasília-DF).

A primeira rodada do campeonato será no dia 10 de novembro (terça-feira), no Ginásio Maracanãzinho, com os duelos entre VIPTECH/Campo Mourão e Fortaleza Basquete Cearense, e Flamengo e Minas Tênis Clube – os horários e transmissões ainda não estão definidos.

Dois dias depois, na quinta-feira (12/11), serão três jogos no Maracanãzinho (Campo Mourão x Unifacisa, Minas Tênis Clube x Pato Basquete, Fortaleza Basquete Cearense x Flamengo) e um no Ginásio Hugo Ramos (Corinthians x Sesi Franca Basquete).

+ Confira a tabela de jogos completa do 1º turno do NBB 2020/2021

O sistema de sedes

O sistema de sedes foi escolhido pelo Conselho de Administração da LNB com objetivo de minimizar os deslocamentos dos clubes e consequentemente diminuir os riscos de contaminação da Covid-19, além de reduzir os custos de logística.

Da mesma forma, foi tomada a decisão de realizar as sedes em capitais do Brasil para evitar os longos deslocamentos terrestres para cidades do interior ou cidades que não tenham aeroportos, por exemplo.

É importante frisar que não há uma quantidade de jogos pré-definida por sedes devido à administração de logística das equipes e também às disponibilidades dos ginásios de cada sede. Por isso, será comum existirem sedes com sequências maiores de jogos e outras mais curtas.

O segundo turno

O sistema de disputa do segundo turno do NBB 2020/2021 dependerá de dois fatores para ser definido: o monitoramento da pandemia e o andamento das sedes. Por isso, no dia 08 de dezembro de 2020 será realizada uma reunião do Conselho de Administração da LNB em que serão avaliadas ambas as questões.

Caso os clubes optem pela manutenção do sistema de sedes, a tabela será montada da mesma maneira, respeitando todas as questões de logísticas e disponibilidade de cada sede. Já em caso de retorno ao antigo sistema, com clubes divididos em duplas e jogos nos respectivos ginásios de cada um, serão realizados sorteios para definir os mandantes dos confrontos.

O segundo turno começará após a realização da Copa Super 8, que acontecerá entre os dias 16 e 23 de janeiro de 2021. O torneio reunirá os oito primeiros colocados do primeiro turno do NBB para uma disputa de mata-mata. O campeão terá uma vaga garantida na Basketball Champions League de 2022.

O protocolo de Covid-19

A Liga Nacional de Basquete (LNB) segue trabalhando no desenvolvimento do Protocolo de Covid-19 para a temporada 2020/2021 do NBB. Para isso, foi contratado o médico infectologista Max Igor Banks Ferreira Lopes, do Hospital das Clínicas da USP, para dar todo o suporte necessário da confecção do protocolo.

O profissional será responsável por tirar todas as dúvidas dos médicos dos clubes do NBB e também da LNB nos mais variados segmentos, desde árbitros, atletas e técnicos, até dirigentes, staff e equipes de transmissão.

No final, o médico chancelará o protocolo, que será baseado no que já foi feito por outras entidades e adaptado à realidade do NBB e seu sistema de disputa. O protocolo será bastante detalhado e terá como objetivo máximo a preservação da saúde de todos os envolvidos na competição. A versão final do protocolo deve ficar pronta no final da próxima semana.

Ainda em abril deste ano, a Liga Nacional de Basquete criou uma Equipe Multidisciplinar para guiar as decisões relacionadas ao Covid-19 no NBB. A equipe é formada pelos médicos Claudio Carbone (Flamengo), Diego Gadelha (Unifacisa) e Diogo Vilar (Unifacisa), os preparadores físicos Pablo Marcelino (Unifacisa) e Pedro Falci Alves (Botafogo), os fisioterapeutas Rogério Barbosa (Sesi Franca) e Silvanio Miranda Signoretti Júnior (Minas TC), os técnicos Gustavo De Conti (Flamengo) e Helinho (Sesi Franca), e os atletas Alex Garcia, Paulinho Boracini e Guilherme Teichmann.

O NBB é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), com chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e em parceria com a NBA e o CBC, e conta com os patrocínios oficiais da Budweiser, Unisal, Nike, Penalty, Plastubos, EY, VivaGol, IMG Arena e Genius Sports.