#JOGAJUNTO

Mais basquete / NBB CAIXA

É campeãoFranca!

15-12-2018 | 03:19
Por Liga Nacional de Basquete

Com final emocionante, Franca vira para cima do Instituto (ARG) no último quarto, vence jogo decisivo da final em Córdoba e se sagra campeão da Liga Sul-Americana 2018

Pode soltar o grito, torcedor: o Sesi Franca Basquete é campeão da Liga Sul-Americana 2018. Na noite desta sexta-feira, a equipe da Capital do Basquete venceu o duelo decisivo da final da Liga Sul-Americana 2018 contra o Instituto de Córdoba (ARG), em pleno Ginásio Angel Sandrin, por 94 a 90, e levantaram o troféu de campeão do torneio de maneira inédita.

 

View this post on Instagram

 

🏆🏀🏅 @sesifrancabasquete 🏅🏀🏆

A post shared by DIRECTV Liga Sudamericana (@ligamericas) on


No topo do continente: Apesar do ineditismo do título da Liga Sul-Americana, essa é a sétima vez que Franca conquista um título da América do Sul. A equipe da Capital do Basquete havia sido seis vezes campeã do Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões: 1974, 1975, 1977, 1980, 1990 e 1991.

+Tradição é tradição: Franca se firma como 2º maior campeão da América do Sul na história

DJ é MVP! Com 16 pontos e seis assistências e participação crucial na reta final da partida, o ala norte-americano David Jackson foi eleito o MVP das Finais do torneio. O jogador teve média de 13,3 pontos, 4,3 rebotes e 2,67 assistências por jogo, com aproveitamento de 56% nos arremessos de quadra por partida na série melhor de três.

 

View this post on Instagram

 

¡David Jackson, Jugador Más Valioso de la Gran Final de la #LSB2018! 🏆📸

A post shared by DIRECTV Liga Sudamericana (@ligamericas) on

Hegemonia: Com o título do Franca, os clubes do NBB CAIXA conquistaram cinco das últimas seis Ligas Sul-Americanas disputadas: Brasília (2013 e 2015), Bauru (2014), Mogi (2016), Franca (2018).

+Com título do Franca, clubes do NBB CAIXA consolidam domínio brasileiro na Liga Sul-Americana

É Liga das Américas! A conquista da Sul-Americana também garantiu o Sesi Franca na edição 2019 da Liga das Américas, a “Libertadores do Basquete”. A equipe francana ficará no Grupo B, que será jogado entre os dias 25 e 27 de janeiro, ao lado de Capitanes de Arecibo (MEX), Soles de Mexicali (MEX) e Real Estelí (NIC).

Na casa deles: Sem o mando de quadra no confronto, o time do técnico Helinho Garcia venceu o primeiro duelo da série melhor de três contra os argentinos, no Ginásio Pedrocão, por 92 a 90. Já no Jogo 2 em Córdoba, derrota por 78 a 69 e série empatada em 1 a 1. Mas aí veio a partida derradeira…

Foi de virada: Em desvantagem por boa parte do confronto, Franca assumiu a ponta no último quarto e passou a alternar constantemente as lideranças com o Instituto de Córdoba até a reta final do confronto. Mas, uma aparição decisiva de Cipolini deu uma vantagem “confortável” de quatro pontos ao time brasileiro (85 a 81). A partir daí, a equipe francana soube segurar muito bem a margem através da precisão de André Góes nos lances livres nos 23 segundos finais – ele fez os nove últimos pontos do Franca nos tiros livres.

Quanta frieza, André: André Góes, por sua vez, foi mais do que crucial para a vitória francana no duelo do título. Com 15 pontos, o jogador foi cirúrgico nos lances livres (10/11) e converteu os nove últimos pontos do Franca na partida na linha dos tiros livres. Além disso, o ala/armador exerceu com excelência a função de ala/pivô 4 em diversos momentos e foi extremamente eficiente para o clube da Capital do Basquete.


Deu trabalho: Pelo lado do Instituto de Córdoba, o destaque ficou por conta do ala argentino Luciano Gonzales, que teve uma passagem pelo NBB CAIXA na temporada 2010/2011, pelo Minas. O jogador foi autor de 27 pontos e por pouco não tirou o título do Franca.

Foco no NBB CAIXA: Depois das comemorações do título, o Sesi Franca concentrará suas forças no NBB CAIXA, em que precisa vencer o Joinville/AABJ já nesta terça-feira (18/12), fora de casa, às 19 horas, para garantir a liderança do primeiro turno e assegurar o mando de quadra em todas as fases da Copa Super 8.