#JOGAJUNTO

NBB

O mapa do NBB

06-09-2012 | 03:40
Por Liga Nacional de Basquete

Assim como as duas primeiras edições, quinta temporada terá times de seis estados mais o DF, além de uma nova região: o Nordeste

O NBB está cada vez mais com a cara do Brasil: multiregional (João Pires/LNB)

Assim como o Brasil, um território de grandes proporções, o mapa do NBB ficou mais vasto. A quinta edição da competição repetirá o que aconteceu nas duas primeiras e trará representantes de seis estados mais o Distrito Federal. Além disso, a entrada do Nordeste com o SKY/Basquete Cearense representará o avanço do campeonato a mais uma região do país.

Os estados do NBB são São Paulo (10 times), Rio de Janeiro (2), Minas Gerais (2), Espírito Santo (1), Santa Catarina (1) e Ceará (1), além do Distrito Federal. A grande novidade está no aumento de regiões. Agora, além do Sudeste, do Sul e do Centro-Oeste, o Nordeste terá uma equipe na competição, fato inédito, levando jogos e estrelas da Seleção Brasileira de basquete masculino para lá, ajudando no desenvolvimento do esporte no país.

Leia mais sobre o NBB 2012/2013:

Recorde de participantes na nova temporada

Dez jogos imperdíveis

O NBB é um campeonato organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a Rede Globo e com patrocínio Eletrobras, Caixa, Penalty e Netshoes.

Recorde paulista e um tabu

Em quatro edições de NBB, um jejum chama bastante atenção. O estado de São Paulo, o mais rico do país, com o campeonato estadual de basquete masculino mais forte do Brasil, nunca teve uma equipe campeã da competição – foram três conquistas do Uniceub/BRB/Brasília e uma do Flamengo. Para acabar de vez com esse panorama, os paulistas nunca tiveram tantos representantes como na temporada 2012/2013.

Exceto na temporada 2009/2010, quando foram sete times, os paulistas sempre tiveram oito representantes na busca pelo principal título do basquete nacional. Em 2012/2013, vão ser dez em 18, ou seja, 55% dos participantes estão em São Paulo, criando a melhor oportunidade na história do NBB para que um paulista seja campeão.

Franca foi o primeiro time paulista a disputar o título do NBB (Cadu Gomes/Divulgação)

Será uma tarefa árdua, visto o retrospecto do estado. Na primeira edição, mesmo com oito equipes, nenhum paulista ficou entre os quatro primeiros colocados da fase de classificação, nem chegou às semifinais. Quem quebrou essa barreira foi o Franca, em 2009/2010, chegando aos playoffs na terceira colocação e passando às semis, perdendo a vaga na final para o Flamengo.

Só na terceira edição do NBB (2010/2011) que os paulistas passaram a mostrar para valer suas garras, com Franca e Pinheiros liderando a fase de classificação. A equipe da capital foi à semifinal, mas foi eliminada. Já os francanos superaram mais um desafio sendo o primeiro time de São Paulo a disputar uma final – perderam para o Brasília.

Na temporada passada, São José e Pinheiros foram os dois primeiros colocados da primeira fase. Os pinheirenses novamente bateram na trave da semifinal, enquanto os joseenses representaram os paulistas na final do NBB. Só que os brasilienses voltaram a encarnar o papel de carrascos do estado de São Paulo, conquistando o tricampeonato.

No ano passado, São José teve a oportunidade da quebra do tabu paulista, mas Brasília novamente assumiu o papel de carrasco (João Pires/LNB)