#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Colecionandofeitos

16-05-2019 | 06:56
Por Douglas Carraretto

Após marca histórica, Gustavo De Conti cita diferencial de seu trabalho, destaca adaptação no Flamengo e afirma: "queremos esse título"

Gustavo De Conti se igualou a José Neto (ex-Flamengo) e José Vidal (ex-Brasília) como técnico com maior número de Finais no NBB CAIXA (Staff Images/Flamengo)

Chegar a quatro Finais de NBB CAIXA não é para qualquer um. Mesmo. Em toda a história, somente dois treinadores possuem tal feito: José Vidal (pelo Brasília) e José Neto (pelo Flamengo), ambos com quatro decisões no currículo, todas de maneira seguida. Agora, esse seleto grupo ganhou um novo membro: Gustavo De Conti.

Aos 39 anos, o comandante do Flamengo se tornou o mais jovem treinador a acumular quatro Finais do NBB CAIXA no currículo, esta a terceira consecutiva. Antes desta pelo Flamengo, as três anteriores foram à frente do Paulistano/Corpore (2013/2014, 2016/2017 e 2017/2018), com direito a título inédito da última delas, contra o Mogi/Helbor.

+Os currículos dos finalistas: o histórico de Finais dos atletas e técnicos de Franca e Flamengo

Além do número de Finais, Gustavo De Conti, popularmente conhecido como “Gustavinho”, possui outra marca histórica no NBB CAIXA: é o maior vencedor do Troféu Ary Vidal de Melhor Técnico da temporada, com três: 2013/2014, 2016/2017 e 2017/2018. E ele sequer completou 40 anos.

“Tenho convicção de que tudo isso não é por um motivo só. Para mim, o que mais pesa é eu ter a oportunidade de trabalhar em clubes com excelente estrutura e condições de trabalho, e que me propiciam ter uma CT e jogadores de muita qualidade, afinal são eles que jogam e ganham os jogos e os campeonatos”, disse Gustavo De Conti.

De Conti é também o maior vencedor do Troféu Ary Vidal de Melhor Técnico na história do NBB CAIXA – aos 39 anos (Luiz Pires/LNB)

A trajetória de Gustavo De Conti como técnico no NBB CAIXA começou na temporada 2010/2011, no Paulistano. Sua primeira Final veio três anos depois, justamente contra o Flamengo – perdeu em jogo único por 78 a 73. Anos mais tarde, além das demais decisões de NBB CAIXA, teve também o título do Campeonato Paulista 2017.

Em paralelo ao clube paulista, De Conti trabalhou como auxiliar do técnico Rubén Magnano na Seleção Brasileira, com participação em duas Copas do Mundo e uma Olimpíada (2016). De quebra, em duas oportunidades, atuou como treinador principal nos Sul-Americanos de 2012 e 2016, este último com a medalha de bronze.

Mas, afinal, qual é o diferencial do trabalho de Gustavo De Conti? Ele mesmo fez a análise.

“Cada temporada é diferente uma da outra e eu, como treinador, preciso adaptar os estilos de acordo com os jogadores. Nessa temporada, o foco maior foi na defesa, tanto é que temos a melhor do NBB, bem à frente dos demais times. Temos muita qualidade individual no ataque, por isso, ofensivamente as coisas se resolvem melhor, e também por isso, treinamos com mais ênfase as transições defensivas e a defesa no 5x5”, analisou.

+Em quem ele se inspira? Veja a referência de Gustavo De Conti e outros técnicos do NBB CAIXA

Defesa e qualidade dos jogadores estão entre os motivos do sucesso do Flamengo na atual temporada, segundo De Conti (João Pires/LNB)

Depois de mais de uma década trabalhando no Paulistano, Gustavo De Conti embarcou no maior desafio de sua carreira: comandar o Flamengo. Mesmo sendo nascido no Rio de Janeiro (RJ), o treinador precisou se adaptar à nova rotina longe da capital paulista e no novo clube, mas parece que isso não foi problema.

Logo em sua primeira temporada na Gávea, o jovem técnico liderou sua equipe aos títulos do Campeonato Carioca e da Copa Super 8, este em cima do Franca em pleno Pedrocão, além da segunda melhor campanha da fase de classificação do NBB CAIXA (22 vitórias e quatro derrotas) e recorde de invencibilidade da temporada (16).

+A temporada do Flamengo resumida em 8 fotos

O único tropeço na temporada até o momento foi na Liga Sul-Americana, em que o Flamengo acabou eliminado em casa na segunda fase do torneio. Mas, apesar do nítido sucesso à frente do rubro-negro carioca, De Conti preferiu manter os pés no chão.

“Não é fácil mudar de time e mudar de cidade, ainda mais sendo a primeira vez na vida. São oito jogadores novos na equipe também. A adaptação de tudo isso não é fácil, mas os resultados estão aí. Queremos muito esse terceiro título nessa temporada inicial. Tenho certeza que seremos melhores ainda na próxima temporada, mas a avaliação eu prefiro deixar para a imprensa, ou diretoria, torcida, etc”.

Gustavo De Conti citou a adaptação ao Flamengo e preferiu manter os pés no chão sobre o trabalho da equipe (Staff Images/Flamengo)

Agora, para sua quarta decisão de NBB CAIXA na carreira, esta contra o Sesi Franca, Gustavo De Conti destacou a qualidade das duas equipes e elogiou o excelente basquete apresentado pelo adversário.

“Diferentemente dos anos anteriores, nesse NBB estão nas Finais as duas melhores equipes, os dois melhores plantéis, as equipes que conseguiram mais regularidade e qualidade durante toda a temporada. Franca é a equipe que joga o basquete mais bonito da temporada, perdeu somente três jogos no NBB é isso já diz muito sobre a qualidade desse grande time”, comentou Gustavo De Conti.

+Histórico de títulos, recordes e mais: veja as Curiosidades das Finais do NBB CAIXA

Essa decisão ainda terá um fato especial para o comandante rubro-negro. Ele reencontrará dois velhos conhecidos dos seus tempos de Paulistano: Elinho Corazza e Lucas Dias, campeões da edição anterior do campeonato nacional sob seu comando e destaques do atual elenco do Franca.

Lucas Dias e Gustavo De Conti comemorando título do Paulista 2017 em Franca (Wilian Oliveira/CAP)

Elinho trabalhou com De Conti por quatro temporadas, primeiro entre 2010 e 2013 e depois na edição 2017/2018, esta em que ficou com o prêmio de Melhor Armador do NBB CAIXA. Já Lucas Dias ficou sob comando do treinador nas duas últimas temporadas.

“Vai ser muito bom vê-los nas Finais de novo. São dois jogadores e duas pessoas que merecem muitas coisas boas na carreira, pois trabalham muito forte. Elinho é o coração da equipe, muito inteligente, muito técnico, líder. Lucas Dias é um grande pontuador, decisivo, que cresce de rendimento a cada ano”, elogiou De Conti, que aproveitou para falar sobre qual será a estratégia para frear o ímpeto desses dois atletas. “Parar os dois é impossível, mas vamos tentar ajustar algumas ações para minimizar o impacto positivo que eles aplicam ao jogo de Franca”, finalizou o comandante do Flamengo.

+Datas, horários e transmissões: veja o calendário completo das Finais entre Franca e Flamengo

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com os patrocínios oficiais da CAIXA, Budweiser, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

O calendário das Finais

Jogo 1 – 19/05 (Domingo), às 10h45, no Ginásio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro – ao vivo na Band, Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB (+Garanta seu ingresso)

Jogo 2 – 23/05 (Quinta-feira), às 20 horas, no Ginásio Pedrocão, em Franca – ao vivo no Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB

Jogo 3 – 25/05 (Sábado), às 14h30, no Ginásio Pedrocão, em Franca – ao vivo na Band, Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB

Jogo 4* – 01/06 (Sábado), às 14h30, no Ginásio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro – ao vivo na Band, Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB

Jogo 5* – 08/06 (Sábado), às 14h30, no Ginásio Pedrocão, em Franca – ao vivo na Band, Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB

*Se necessário