#JOGAJUNTO

NBB

Duplarenovada

10-09-2020 | 06:57
Por Liga Nacional de Basquete

Victão e Maique seguirão com o Paulistano para a próxima temporada, e técnico Régis Marrelli elogia: “são exemplos para os mais novos”

O Paulistano/Corpore deu sequência aos anúncios oficiais de seu elenco e comunicou, através de suas redes sociais, a renovação de contrato de sua dupla de garrafão: o ala/pivô Victão e o pivô Maique.

“São dois atletas que têm evoluído ano a ano, trabalhadores, sérios, que têm o perfil do clube e são exemplos para os mais novos. Isso é muito importante e o clube valoriza muito isso. Fiquei muito contente com a renovação deles”, comentou Régis Marrelli, que também teve seu contrato renovado.

Prata da casa, Victão está no Paulistano desde 2013, quando disputou sua primeira LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquete) aos 16 anos. Sua evolução ao longo dos anos foi nítida, e hoje, aos 23, é um dos homens de confiança do técnico Régis Marrelli no elenco adulto.

Na temporada passada, ele teve, de longe, as melhores médias de sua carreira no NBB: 13,0 pontos, 8,0 rebotes, 1,0 roubo de bola e 15,8 de eficiência em 26,8 minutos por partida. Dono de uma energia sem igual, Victão ainda concorreu ao prêmio de Jogador Que Mais Evoluiu da última temporada – vencido por Georginho (SPFC).

Em questão de títulos, Victão possui no currículo um bicampeonato da LDB, com direito ao troféu de MVP das Finais em 2017, além de um Torneio Interligas de Desenvolvimento, além, é claro, dos títulos do Campeonato Paulista e do NBB na temporada 2017/2018.

Além disso, o ala/pivô de 2,03m de altura possui uma passagem pela Seleção Brasileira Sub-21, em que foi campeão do Campeonato Sul-Americano de 2018 ao lado de seu atual companheiro de Paulistano, Felipe Ruivo, e seus ex-companheiros Yago Mateus e Dikembe.

Já Maique vai para sua segunda temporada no Paulistano. Extremamente dominante na área pintada, ele é um grande protetor de aro, que sempre briga por rebotes e dá poderosas enterradas.

Uma das provas disso é o Top 10 Jogadas do Paulistano no NBB, que contém nada menos que SEIS jogadas dele (isso mesmo, seis).

Com 1,2 enterradas por jogo, o pivô de 2,10m de altura foi o quarto colocado no ranking geral do último NBB. Além disso, somou também médias de 7,7 pontos, 5,2 rebotes e 11,4 de eficiência – as melhores médias de sua carreira.

Natural de Campos (RJ), Maique tem 27 anos e acumula passagens por Franca, Macaé, Liga Sorocabana, Universo/Vitória (onde trabalhou com Régis Marrelli) e Botafogo. Agora, vai para sua segunda temporada no Paulistano, podendo evoluir ainda mais.

“Acredito que eles (Victão e Maique) terão uma evolução muito grande nessa temporada. Estou mudando um pouco nosso sistema ofensivo e eles vão acabar tendo mais liberdade para ter mais leitura de jogo e desenvolver um pouco mais outras situações fora as de pivô, pois são versáteis e podem atuar em outras situações”, comentou o técnico do Paulistano.

Porta fechada! Victão e Maique são os guardiões do garrafão do Paulistano (Wilian Oliveira/CAP)

O elenco do Paulistano está praticamente completo para a próxima temporada, mas os outros nomes ainda não foram anunciados. De qualquer forma, é um plantel que anima o técnico Régis Marrelli. “Estamos com um grupo muito bom, com a cara do Paulistano, e acredito que essa temporada vai ser muito boa”.

O NBB é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), com chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e em parceria com a NBA e o CBC, e conta com os patrocínios oficiais da Budweiser, Unisal, Nike, Penalty, Plastubos, EY, VivaGol, IMG Arena e Genius Sports.

Leia também:

+ Bauru acerta com armador Alexei Patrício, ex-Minas

+ Corinthians fecha dupla de armadores com Fischer e Gegê

+ Primeiras equipes são confirmadas no NBB 2020/2021

+ O alicerce da LNB: 6 clubes do NBB chegam à 13ª temporada seguida